Aumentada a pena para quem maltrata animais

Em plena semana de São Francisco de Assis e dos Animais,o  presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta semana uma lei que aumenta as penas para quem cometer atos de abuso, maus-tratos e violência contra cães e gatos. Agora, o crime passa a ser punido com prisão de dois a cinco anos, além de multa e proibição da guarda.

A norma foi sancionada em cerimônia no Palácio do Planalto, em Brasília, com a presença de ministros e animais de estimação. Ao assinar o texto, Bolsonaro segurava o cachorro Sansão, que ficou conhecido após ter suas patas traseiras decepadas em Minas Gerais.

“Eu acho que todos tomaram conhecimento, houve uma conscientização sobre o assunto muito grande. E o que nós queremos, no fundo, não é punir, mas fazer com que ninguém cometa maus-tratos em cima de animais. Então parabéns para vocês, não sei se o Sansão vai entender aqui, né: ‘Au au’. Quer dizer, parabéns, Sansão”, disse o presidente, falando com o cachorro.

“Quem não demonstra amor por um animal como um cão, por exemplo, não pode demonstrar amor, no meu entender, por quase nada nessa vida”, completou.

A nova lei é resultado de um projeto de autoria do deputado federal Fred Costa (Patriota-MG). Após passar pela Câmara, a proposta foi aprovada no Senado, seguindo assim para a sanção do presidente.Foto:Marcelo Camargo/Agência Brasil (Alvani)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *